terça-feira, 27 de maio de 2008



"Ouve-me, ouve o meu silêncio. O que falo nunca é o que falo e sim outra coisa. Capta essa outra coisa de que na verdade falo porque eu mesma não posso."


...


"Tenho medo do que é novo e tenho medo de viver o que não entendo - quero sempre a garantia de pelo menos estar pensando que entendo, não sei me entregar à desorientação."


(Clarice Lispector)